O que fazer antes do leilão de imóvel online

O que fazer antes do leilão de imóvel online

O leilão judicial de imóvel online é um processo com várias faces e etapas, desde a abertura em primeira praça até a entrega do imóvel ao arrematante. Porém uma etapa que acaba sendo esquecida é o que fazer antes do leilão sequer ser aberto, ou seja, quando a única coisa que há por parte do arrematante é o desejo de arrematar um imóvel em leilão.

Embora o período anterior à abertura do leilão possa parecer improdutivo, existem diversas ações que podem ser feitas para selecionar bons leilões de imóveis e se certificar de que fará o melhor negócio. Nesse artigo, você irá conferir algumas dicas sobre o que fazer antes do leilão, boa leitura!

Primeiro passo: selecionando leilões interessantes

Para começar a sondar os melhores leilões de imóveis, primeiramente é preciso obter uma base de leilões que estejam dentro da sua capacidade econômica e que ofereçam boa margem de lucro. Para isso, visite os sites dos leiloeiros e faça uma planilha em ordem de data, ou baixe, ou imprima os editais de todos os leilões que te interessar.

Nessa etapa é inevitável que um ou outro imóvel irá de cara lhe parecer uma ótima oportunidade, porém não é possível afirmar, neste momento, que o leilão irá de fato ocorrer, por isso é preciso ter calma e verificar outras oportunidades.

Com os editais em mãos, analise-os com muita cautela, e os organize de acordo com a data em que o leilão será realizado. É perfeitamente possível para o arrematante realizar a leitura do edital e saber qual é o tipo da Ação Judicial, quem são as partes, os detalhes do imóvel em leilão, alguma peculiaridade do processo etc. Todavia, caso você esteja inseguro quanto a termos técnicos ou peculiaridades do leilão, é recomendado contratar um advogado de confiança para lhe auxiliar.

Segundo passo: lendo os autos do processo

A segunda etapa é ler e analisar os autos do processo onde será leiloado o imóvel. Assim como o edital, o arrematante, leigo em direito processual, é capaz de fazer essa leitura, porém a ajuda de um advogado pode ser muito importante, caso haja dificuldades na compreensão dos aspectos jurídicos.

Analisar os autos do processo é de extrema importância, pois é no processo que está toda a história que levou o imóvel a leilão e é possível verificar, de antemão, se o devedor/executado oferecerá resistência, se falta alguma exigência legal que não foi cumprida, se há algum recurso aguardando julgamento, se o processo está andando rápido ou devagar, se poderá haver acordo antes do leilão, etc.

Por isso é de vital importância a assessoria de um advogado experiente na análise processual.

Terceiro passo: confira todas as informações dos leilões

Agora que os editais e autos do processo já foram analisados, agrupe todos os pontos relevantes em um relatório para cada leilão. Diante de cada relatório, procure antever o que poderá ser questionado verificando todos os parâmetros legais possíveis, tanto do leilão quanto do próprio imóvel.

Algumas ações úteis a serem tomadas são: verifique os ônus e gravames na certidão de ônus reais; certifique-se do registro da penhora na ação onde pretende arrematar; confronte os termos do edital com relação a responsabilidade pelos débitos do imóvel; analise a certidão de situação fiscal, entre outras.

Último passo: visite a localização do imóvel

Agora que você obteve todas as informações legais relevantes dos leilões de interesse, é chegada a hora de direcionar o foco à localização dos imóveis em questão. Em regra, não é possível visitar o imóvel internamente antes do leilão abrir, e mesmo aberto é muito difícil, é possível verificar as condições do imóvel através do Laudo de Avaliação, que geralmente traz fotos internas, porém ninguém pode te impedir de conhecer os arredores do imóvel e avaliar se a área é de seu interesse ou não.

Para auxiliar a sua avaliação das redondezas do imóvel, considere como pontos negativos:

  • Serviços municipais precários (como falta de asfalto e má iluminação);
  • Excesso de barulho em virtude de bares e clubes;
  • Cemitério e comunidades próximos;
  • Comércio de feira na rua.

E como pontos positivos:

  • Áreas de comércio e serviços de conveniência;
  • Parques e áreas verdes;
  • Presença de serviços médicos e hospitalares;
  • Bons serviços municipais e de transporte público.

Dependendo da quantidade de pontos positivos e/ou negativos, o valor de mercado do imóvel pode aumentar ou diminuir. Logo, a avaliação da localização do imóvel é de extrema importância tanto para investidores quanto para arrematantes cujo objetivo é moradia.

PRÓ-JUD Leilões: seu portal de notícias e leilões!

Gostou das dicas de hoje? A PRÓ-JUD LEILÕES está sempre produzindo conteúdos sobre os mais diversos aspectos dos leilões judiciais. Se ainda tiver dúvidas sobre como os leilões funcionam, entre em contato conosco clicando aqui! Ou faça seu cadastro agora mesmo e comece a dar lances, clicando aqui! 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das oportunidades! Facebook | Instagram | Linkedin 

Leia outros artigos interessantes: Blog da PRÓ-JUD LEILÕES 

Sobre o autor

PRÓ-JUD LEILÕES

A PRÓ-JUD é uma Casa de Leilão e conta com uma plataforma exclusiva e homologada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com todos bens, imóveis, veículos e muitos itens para você poder dar o seu lance. A nossa equipe de Leiloeiros Oficiais estão sempre em busca das melhores oportunidades em leilões judiciais com a experiência jurídica e todo respaldo necessário para sua tranquilidade e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.