O que é primeira e segunda praça em leilão de imóveis?

O que é primeira e segunda praça em leilão de imóveis?

Estamos sempre falando sobre “primeira e segunda praça” dos leilões, porém você sabe o que elas significam? Para arrematar bem é muito importante entender qual a diferença entre a primeira e a segunda praça de um leilão de imóvel, bem como o porquê delas existirem. 

Nesse artigo, explicaremos em detalhes o que acontece em cada uma das praças e quais as vantagens de arrematar em cada uma. Boa leitura! 

Por que há a divisão em primeira e segunda praça? 

O primeiro passo para conhecer as diferenças entre a primeira e a segunda praça é entender por que os leilões de imóveis são divididos por elas. Os leilões judiciais, o tipo mais comum de leilão, se originam de um processo judicial, geralmente quando o expropriado se recusa a solucionar alguma dívida de forma amigável. 

Nessa modalidade de leilão, quem está executando a venda do imóvel é o Poder Judiciário. Para que a venda se conclua, são estipuladas duas datas: a primeira praça, que coincide com a abertura do leilão, e a segunda, que ocorre três dias após a abertura da primeira. 

Primeira praça 

Na primeira praça, ou seja, logo quando o leilão começa, o imóvel é oferecido pelo preço da respectiva avaliação executada por um oficial de justiça. Como não há nenhum desconto, a chance de arrematar é muito maior do que na segunda, já que a concorrência é significativamente menor. 

 Em alguns leilões, é possível que o valor do lance na abertura seja superior ao preço do imóvel no mercado o que o torna atrativo logo no início. Essa é uma estratégia de alguns investidores; arrematar na primeira praça quando o preço está interessante e garantir o imóvel sem concorrência, ao passo que na segunda praça, em virtude do preço ficar muito baixo, atrai muita concorrência e no calor da disputa acaba-se pagando mais do que na primeira praça.

Segunda praça 

Após três dias da abertura do leilão começa a segunda praça, que majoritariamente dura por 20 dias. Nesse período, é aplicado um desconto (previsto no edital do leilão) que pode chegar a até 50% do preço de avaliação do imóvel.  

A segunda praça configura uma ótima oportunidade de investimento, seja para moradia ou para revenda do imóvel, porém a concorrência é bem maior se comparada com a primeira. Os lances dados pelos participantes diminuem, gradativamente, o desconto aplicado, em alguns casos chegando próximo da avaliação inicial.  

Por isso para arrematar em segunda praça, é preciso estar bem empenhado em superar os lances da concorrência e adquirir o imóvel, lembrando que é sempre importante fixar um valor máximo que se está disposto a pagar, para não correr o risco de não fazer um bom negócio. É importante também contar com a assessoria de um advogado, tanto para a compreensão do edital quanto para os processos pós arremate. 

Agora que você já sabe como funciona a primeira e segunda praça do leilão, venha arrematar na PRÓ-JUD Leilões! Se ainda tiver dúvidas sobre os termos dos leilões de imóveis, ou qualquer outro tema relacionado, entre em contato com nossa equipe, por telefone ou mensagem clicando aqui!   Para mais conteúdos, acesse nosso blog.

Sobre o autor

PRÓ-JUD LEILÕES

A PRÓ-JUD é uma Casa de Leilão e conta com uma plataforma exclusiva e homologada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com todos bens, imóveis, veículos e muitos itens para você poder dar o seu lance. A nossa equipe de Leiloeiros Oficiais estão sempre em busca das melhores oportunidades em leilões judiciais com a experiência jurídica e todo respaldo necessário para sua tranquilidade e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.