É seguro arrematar um imóvel em leilão?

É seguro arrematar um imóvel em leilão?

Uma das dúvidas mais frequentes em relação ao leilão de imóveis é se o processo é seguro e confiável. Podemos dizer com certeza que adquirir um imóvel em leilão, seja para uso próprio ou para revenda, é perfeitamente seguro!

Porém, é preciso tomar algumas precauções e estar atento a alguns detalhes antes de participar do leilão.

Como funciona os leilões de imóveis?

O primeiro passo é entender como funciona os leilões de imóveis. Os leilões judiciais, o tipo mais comum de leilão, tem como origem um processo judicial, geralmente quando há alguma dívida por parte do expropriado e ele recusa-se a solucionar essa questão de forma amigável.

Nesses leilões quem está vendendo o imóvel é o Poder Judiciário, representado pelo Juiz de Direito, portanto tudo estará dentro da Justiça e todos os seus direitos de compra serão assegurados.

Tenha um advogado para assessoria

Outro ponto importante é a presença de um advogado nesse processo. Essa figura é necessária para peticionar em juízo, assim, caso a pessoa arremate um bem qualquer, necessitará da ajuda de um profissional de direito para requerer ao juiz da causa a Carta de Arrematação e a desocupação ou qualquer outro ato judicial.

Porém, é altamente recomendável que o arrematante tenha a assessoria de um advogado antes de participar de um leilão, para verificar todos os atos do processo no âmbito legal, pois às vezes podem surgir algumas situações que só um advogado experiente conseguirá identificar e, assim, evitar problemas futuros.

Leia o Edital

Por fim, é necessário ler com atenção o documento chamado de Edital. Lá estarão todas as informações do leilão e dos imóveis que serão leiloados, contendo dados úteis como a existência de dívidas fiscais referentes ao imóvel e as regras do processo.

As condições de venda, o estado de conservação, o preço mínimo, comissão do leiloeiro e os impostos referentes aos lotes também estarão disponíveis no Edital, portanto é mandatório analisar com cuidado esse documento, que está disponível no site do Leiloeiro e no processo judicial que deu origem ao leilão. Fique atento às dicas acima, dessa forma você estará seguro para investir em imóveis ou outros bens leiloados.

Com estas dicas fica mais seguro arrematar imóveis em leilão, fique sempre atento!

Sobre o autor

Carlos Campanhã

Leiloeiro Público – JUCESP nº 1.053 - Desenvolveu sólida carreira como Advogado |OAB nº 217.472| advogando para grandes empresas de São Paulo, onde conheceu o grande negócio que são os leilões, passando a assessorar investidores na arrematação de imóveis em leilões judiciais e posteriormente fundou a PRÓ-JUD LEILÕES.

Trackbacks / Pingbacks

  1. Casas em leilão: quais são as vantagens para você? Saiba os detalhes! | Blog da PRÓ-JUD LEILÕES - […] questões sobre casas em leilão que podem ser importantes para você, algumas delas são o quão seguro é comprar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.